Nubs, Slubs, Pulls e os tecidos planos

postado em: Uncategorized | 0

Quando se trata de tecido plano o que não é uma falha?

Mesmo um tecido 100% algodão pode ter pequenas irregularidades dentro do tecido e, geralmente, estas são normais (não confundir com pilling – normal em tecidos sintéticos ou misturas – ou feltramento – podem ocorrer com lãs lavadas de forma errada ou algodão de fibra longa).

Tecidos planos podem ter imperfeições características dos fios ou do processo produtivo. Algumas fibras estão mais propensas. E nos hadwovens (tecidos em tear manual) e nos de tear elétrico, essas características são ainda mais comuns, exatamente pelo processo ser todo ou em grande parte manual.

Se você é novo no mundo dos panos e no babywearing, pode estar inseguro em comprar um pano com falhas, mas essas imperfeições (que não são incomuns) não afetam a beleza ou segurança dos panos, sendo apenas uma característica estética. 

O que é considerado normal?

Muita coisa é corrigida no processo de acabamento, antes de ser enviado ao cliente. Mas algumas coisas não podem ser modificadas.

NUBS

Pode haver pequenas variações na espessura das fibras naturais, pequenas sobreposições ou pequenos protuberâncias chamadas “nubs” (nós ou nódulos). Pedaços da fibra que não fazem parte do fio real. Estes são apenas como marcas de nascença, e às vezes fios são usados propositalmente assim para adicionar textura ao pano. Você pode notar um pequeno nó de junção onde o fim de um cone de rosca foi preso ao início do próximo. Algumas dessas imperfeições podem desaparecer com o tempo, já que o tecido no seu estado natural (sem lavar), tem a trama mais solta e aberta, mostrando mais os fios, que depois é disfarçada pelo maior aperto entre os muitos cruzamentos entre a urdidura e a trama (o algodão pode encolher até 10%).

É causado por um comprimento extra no segmento do fio durante o processo de tecelagem e eles não criam tensão desigual no tecido, não tem efeito sobre a qualidade, sobre o uso e a segurança. De fato, os nubs ocorrem naturalmente no processo de tecelagem e são extremamente comuns. Não há necessidade de consertar, ou se preocupar com essas pequenas marcas pois são apenas parte do próprio tecido.

SLUBS

Slubs são áreas em um fio que se sobrepõem à espessura regular na fibra, criando uma parte mais grossa e texturizada. Algumas fibras são mais propensas a irregularidades de espessura quando transformadas em fios. Estes incluem linho, cânhamo, seda (especialmente seda selvagem) e algodão orgânico. Dependendo da quantidade de slubs, o pano pode ser vendido como de segunda linha a um preço ligeiramente inferior. Algumas pessoas adoram a forma como os slubs adicionam uma sensação ligeiramente texturizada, natural e única ao pano. Não é uma preocupação de segurança.

NÓ DE TECELAGEM

Um nó de tecelão pode ocorrer quando o rolo ou novelo de fio terminar, são onde o fim de um segmento está ligado ao início de um novo fio. O fio não é infinito no comprimento! Esta é uma marca não removível. Os nós de tecelagem não afetam a segurança ou a integridade do seu tecido. No urdume tenta-se não ter emendas, a troca de fio só é feita nas pontas da urdidura para isso diminuir, mas se um fio arrebenta, não tem outra forma de emenda. Isso não é uma falha e é de se esperar. A maioria vai ficar firme com uma lavagem à máquina. PS: Muitas vezes na “emenda da trama” não é feito o nó, mas a sobreposição de fios que também funciona como uma emenda.

SOBREPOSIÇÃO

Se você encontrar um fio solto pendurado no carregador, na maioria dos casos, é apenas uma troca de espula que foi perdida ao cortar os fios da sobreposição. Essas extremidades sempre estarão perto da ourela/bainha.

Para corrigir isso, puxe suavemente a linha para adicionar um toque de tensão de ambos os lados. Corte os fios a cerca de 2 mm do tecido. Se você puxar o tecido com muita força ou prender o fio muito perto, a linha poderá sair do outro lado novamente. Se você encontrá-lo novamente, basta aparar a extremidade novamente. Os tecelões certificam-se de que haja bastante sobreposição para permitir vários cortes, se necessário.

Se você não tiver certeza se é uma troca de bobina ou carretel, observe o tecido com atenção. Você deve conseguir ver onde dois fios estão lado a lado ou dobrados entre as duas pontas. É mais fácil ver os fios duplos se você segurar o envoltório contra a luz. Os fios duplicados são mais fáceis de ver em alguns padrões ou em algumas partes de um padrão do que em outros.

DESCONTINUIDADE (fios ignorados) OU ALTERAÇÃO NA TRAMA

Acontece durante o processo de tecelagem (a lançadeira ou navete pode passar sobre alguma fio do urdume) e é um problema estético que não pode ser resolvido. É importante notar que o fio ignorado (float) não tem efeito sobre a integridade do próprio tecido e é seguro para o uso. Podem acontecer também erros de pedalagem. Tramas com desenhos mais complexos tem sequencias muitos extensas, não é dificil errar, na maioria das vezes o erro é desmanchado (pedalando na sequencia contraria) e corrigido, mas depois de já estar fora do tear isso não é mais possível. Muitas tramas são difíceis de perceber ainda no tear. PS: No meu primeiro lote de tecidos perdi muitos metros (que não foram colocados à venda) por considerar muitos desses erros desagradáveis, embora inofensivos. Sempre que o erro é muito “gritante” colocamos as peças separadas e posteriormente fazemos uma segunda linha ou bazar

PONTOS DE ATENÇÃO

PULLS

É o dano causado ao tecido após o processo de tecelagem estar completo. Quando o fio é puxado para longe do tecido, por alguma razão (e muitas vezes é causado por unhas, jóias, zíper, velcros ou simplesmente ser enganchado em algum local) e provoca tensão irregular no tecido, resultando em um fio solto. Se a tração for longa o suficiente, essa tensão desigual pode realmente se tornar severa! Os pulls não danificam a integridade do tecido, mas é importante consertar para que eles não se tonem maiores ou arrebentem. Para pequenos puxões, você pode tentar lavar – de acordo com as instruções na etiqueta – e secar para que o tecido volte “sozinho”. Também é possível corrigir um puxão você mesmo rapidamente e facilmente. Se a atração for mais longa, você pode puxar o tecido na diagonais até os fios voltarem. É mais fácil fazer o tecido trabalhar dois dois lados do que apenas em uma direção. Alguns fios podem voltar ao lugar apenas a partir disso. Mas você também pode usar uma agulha ou alfinete,para fazer o encaixe. Insira a agulha sob o fio puxado, leve para cima e crie um pequeno espaço, puxe o fio para baixo e vá repetindo seguindo o caminho que o fio faz. Vão se criando pequenos frouxos. É importante não puxar muito o fio. A idéia é redistribuir frouxamente o fio que foi retirado do lugar. Para puxões longos, às vezes é mais fácil trabalhar a redistribuição em ambas as direções. Podem ser fáceis ou difíceis de consertar, dependendo do comprimento da tração e da complexidade do tecido.

Primeiro, segure firmemente o tecido a cerca de 30 cm de distância e dê tração (puxe) em ambos os lados e diagonais. Certifique-se de segurar a área que está alinhada com a linha puxada. Puxe o tecido com firmeza. Alguns puxões voltam suavemente para o tecido apenas por fazer isso.

Se o fio puxado não voltar todo depois de puxar, pegue uma agulha grossa ou alfinete que seja fácil de segurar e comece a puxar o fio. Você faz isso inserindo a agulha sob a linha puxada a uma curta distância da linha puxada e deixando um frouxo. Isso permite que você mova o fio solto. Você então move o fio a pequena distância para o lado e repete a etapa. Certifique-se de não puxar a linha com força, mas deixe um pequeno pedaço da linha solta em cada lugar em que puxar a linha.

O objetivo é redistribuir a linha que foi puxada de volta para o tecido. Se a tração for muito longa, pode ser necessário fazer isso por vários centímetros. Para puxadas longas, pode ser mais fácil trabalhar a puxada em ambas as direções a partir do ponto inicial.

Tecidos de tramas mais abertas são mais delicados e propensos a sofrerem puxões e devem ser lavados com mais cuidado.

FIOS ARREBENTADOS

Os fios arrebentados são, basicamente, fios partidos no tecido! Normalmente se apresenta como dois fios se mantendo, sem sobra, mas muito próximos no tecido. Este tipo é facilmente corrigido ao amarrar os dois fios juntos (nó de tecelagem). Se os fios estão muito separados entre em contato com a marca ou o vendedor.

DESLOCAMENTO

O deslocamento da linha é mais comum em panos finos. Ocorre quando os fios se deslocam para fora da posição pretendida, e mudam de lado, criando lacunas no tecido. A maioria das mudanças de linha é menor, fácil de corrigir e não representa um perigo para a segurança.

O deslocamento da linha ocorre quando a tensão dos fios muda, seja por recolher o tecido no rolo, seja pela mudança de força ou da tecelã ou seja por diferença na tenção ao enrolar o urdume (isso é compensado com pequenas madeiras, mas nem sempre é resolvido assim). Isso pode tornar um ponto fraco no pano ou criar uma lacuna. O deslocamento da linha é muito comum em carregadores mais finos ou com trama solta, porém é possível consertá-los. Para fazer isso, pegue uma agulha de costura e use-a para deslizar suavemente os fios para trás em suas linhas corretas, puxando suavemente na diagonal para colocá-los de volta em linha reta. Lave e passe a ferro o seu carregador e use, o deslocamento da linha deve desaparecer.

BAINHA DESFEITA

Uma bainha desfiando pode representar uma preocupação com a segurança, pois tem potencial para causar desgaste, portanto, enfraquecimento. Os fios de bainha desfiando geralmente aparecem após uma primeira ou segunda lavagem e são facilmente corrigidos.

DÊ FEEDBACK À MARCA

Se você encontrou algum desses pontos que necessitam de atenção informe ao seu vendedor ou entre em contato direto com a marca. É uma oportunidade de rever processos. Empresas sérias gostam de melhorar seus produtos, sempre.

PANOS USADOS

Isso afeta o valor de revenda?

Essa é uma dúvida comum. É muito difícil de dar respostas definitivas sobre carregadores usados. Como todos sabem, carregadores em bom estado praticamente não perdem seu valor de mercado e podem inclusive chegar a valer mais, porque grande parte disso depende do quão procurado é um carregador, quais são as tendências atuais do mercado e quais são os seus potenciais compradores.

Em geral, porém, pequenos puxos não afetam o valor, desde que não se tenham muitos deles. Um desconto é razoável se os puxos forem maiores ou muitos. Os puxos devem, idealmente, ser divulgados na descrição da venda, mas podem não terem sido vistos, então não se preocupe se você comprar um pano e encontrar pequenos puxões. Antes de uma venda ou recebendo uma compra sempre verifique seu pano.

Por fim, lembre-se que a maioria dos tecidos terá peculiaridades, que não afetam a segurança ou a integridade. Pense nas peculiaridades como marcas de beleza em seu pano, que fazem parte da sua história, que aumentam a sua individualidade e charme. Mesmo o tear elétrico envolve muitos processos manuais e artesanais, aprecie seu pano e carregue muito seu bebê.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *